Matéria publicada no jornal O Regional, em 14/11/2018.

20180827_163805

90% dos pacientes com diabetes podem desenvolver doenças nos olhos. A informação é da Sociedade Brasileira de Retina e Vítreo. O estudo mostra que cerca de 90% dos pacientes de diabetes tipo 1 e 60% dos pacientes – tipo 2 devem desenvolver algum tipo de doença ocular ao longo da vida. A referência é, especialmente, após 20 anos convivendo com a doença. Nesta quarta-feira (14) é comemorado o Dia Mundial do Diabetes. Muitos devem ser os cuidados e a data tem como objetivo conscientizar a população sobre os riscos da doença.
Conforme informações do especialista, doutor Ronaldo Nami, oftalmologista, a retinopatia diabética atinge 28,5% das pessoas acima de 40 anos com diabetes, no entanto a catarata é responsável por 47,8% dos casos de cegueira no mundo.
“O diabetes é uma doença complexa e progressiva que afeta os vasos sanguíneos do olho, causando doenças como Retinopatia Diabética, por exemplo. Quando o nível de glicose do diabético fica elevado por muito tempo, acaba causando uma lesão nos vasos sanguíneos da retina, o que leva ao extravasamento de plasma e sangue para o interior da retina e eventualmente do globo ocular. Isso acarreta na diminuição da visão de forma progressiva ou subitamente”, explica o oftalmologista.
No Brasil, a estimativa é de 7,6% da população com a doença, com idade entre 30 e 69 anos. No entanto, 46% deste universo não sabem que tem a doença, ou seja, a doença é mais comum que as pessoas imaginam.
“No Brasil, estudos sugerem que a prevalência de Retinopatia Diabética seja de 24 a 39% da população. Além disso, aproximadamente 12% dos novos casos de cegueira legal, isto é, a diminuição da acuidade visual a um nível que impeça o exercício de atividades laborais, são causados pela Retinopatia Diabética. O diagnóstico é feito através de exames oftalmológicos, como de fundo de olho ou mapeamento de retina. A tomografia de coerência óptica (OCT) é um exame subsidiário importante para acompanhamento da retinopatia diabética. Ou seja, ter o acompanhamento de um especialista, principalmente as pessoas que possuem diabetes, é fundamental, pois muitas vezes a doença é assintomática no estágio inicial e quando a pessoa percebe algum sintoma, já é tarde demais. Em estágios mais avançados e não tratados de retinopatia diabética, é possível ocorrer descolamento da retina, hemorragia vítrea e glaucoma”, enfatiza Nami.
A catarata também pode ser desenvolvida em pacientes diabéticos. “Esta doença se desenvolve em decorrência da opacificação do cristalino do olho, que pode se acelerar devido ao aumento progressivo das taxas de glicose no sangue. O cristalino é a lente natural do olho; quem tem catarata, precisa fazer a cirurgia para substituir essa lente opacificada por uma lente intraocular que irá fazer o papel do cristalino”, aponta o especialista.
O oftalmologista ressalta que o controle rigoroso de diabetes deve ser por meio de alimentação saudável, praticar atividades físicas e saber usar os medicamentos.
“Através desse controle e do acompanhamento de um oftalmologista é possível evitar o aparecimento das doenças ou, pelo menos, tratá-las no estágio inicial. É extremamente importante que pessoas com diabetes tipo 1 façam exame oftalmológico nos primeiros cinco anos desde o diagnóstico da doença, e pessoas com o tipo 2 façam o exame na época do diagnóstico”, orienta Nami.
O diabetes é uma doença que afeta aproximadamente 14 milhões de brasileiros e possui 422 milhões de casos em todo o mundo.
A cabeleireira Maria Conceição também enfrentou recentemente um problema nos olhos e reforça para as pessoas que os cuidados devem ser redobrados.
“O diabetes acarreta vários problemas e tem gente que tem e nem sabe. Eu estou fazendo tratamento porque meus vasinhos dos olhos estouraram tudo por causa do diabetes. Eu assustei e fiquei muito preocupada, mesmo sabendo que é o diabetes que causa, a gente fica muito preocupada porque dá até medo e devemos ajudar a informar a outras pessoas. Tenho diabetes desde meus 16 anos e neste período faço tratamento também com um oftalmologista”, informa Maria.
O diabetes é uma doença crônica que provoca taxas altas de açúcar no sangue. O tratamento deve ser levado a sério para evitar mais complicações.

Karla Sibro
Da Reportagem Local

nami

Link original: https://oregional.com.br/cidades/90-dos-pacientes-com-diabetes-podem-desenvolver-doencas-nos-olhos/